<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d16700766\x26blogName\x3dQue+dois\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://quedois.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://quedois.blogspot.com/\x26vt\x3d4243628338483160964', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Que dois

nem sabem o que dizem, nem dizem o que sabem

Pergunta-me

sexta-feira, maio 18, 2007

Pergunta-me
se ainda és o meu fogo
se acendes ainda
o minuto de cinza
se despertas
a ave magoada
que se queda
na árvore do meu sangue

Pergunta-me
se o vento não traz nada
se o vento tudo arrasta
se na quietude do lago
repousaram a fúria
e o tropel de mil cavalos

Pergunta-me
se te voltei a encontrar
de todas as vezes que me detive
junto das pontes enevoadas
e se eras tu
quem eu via
na infinita dispersão do meu ser
se eras tu
que reunias pedaços do meu poema
reconstruindo
a folha rasgada
na minha mão descrente

Qualquer coisa
pergunta-me qualquer coisa
uma tolice
um mistério indecifrável
simplesmente
para que eu saiba
que queres ainda saber
para que mesmo sem te responder
saibas o que te quero dizer.


- Mia Couto -

Etiquetas: , ,

F.C. Arouca campeão

segunda-feira, maio 14, 2007
Numa altura em que se felicitam os jogadores, técnicos e dirigentes do Futebol Clube de Arouca, julgo justo também saudar e reconhecer o grande mérito dos seus adeptos.
Faço-o na pessoa da Avó Idalina (minha avó paterna), que apesar dos seus 82 anos vibra todos os domingos com as vitórias do FCA. Não só vibra em casa (onde tem que religiosamente ouvir, os "relatos" do João Almeida na Rádio Regional de Arouca) mas também, e sempre que aquece mais um bocadinho o tempo, no próprio estádio.
Confesso que inicialmente, em casa, não achei muita piada às referências constantes ao mediático apresentador, subitamente treinador de futebol, "Quando tal", mais um neto da avó! Afinal, o neto ainda sou EU! (um dos.... vá).
Reconheça-se portanto, que o factor Mediático foi positivo para o clube e para Arouca. Felicite-se todos os responsáveis pela subida, mas não se esqueçam daqueles que ao longo dos anos, apesar de mudarem os jogadores, os dirigentes e treinadores, nunca mudam. Sim. Os adeptos. Parabéns adeptos do Arouca, Parabéns Avó Idalina!

Etiquetas: , , , ,